Wednesday, August 03, 2005

Esquissos de um pedaço de existência

Embrenho-me nos traços dos teus desenhos
A sua simetria oferece-me
Abismos e refúgios
Onde fico quando a chuva não cai.
E quando me falta o teu ar grave e pontual.

Sem saberes constróis
Esfinges impenetráveis
Comandadas pelos teus desejos e sonhos
Mais recônditos.

São os traços dos teus desenhos
Que abrem portões de jardins mágicos e lunares.
Onde o aroma de todas as rosas e jazmim
se condensa
Em rios de púrpura e carmim.

(E onde te vejo nu, na escura e fria madrugada,onde te reconheço finalmente.)
E és um livro aberto,a mais bela e acessível
História de vida jamais escrita.

Clepsidra 2005

1 Comments:

Blogger morningeuphoria said...

realmente um dos teus maiores talentos é escrever ....

3:39 PM  

Post a Comment

<< Home