Wednesday, August 03, 2005

Horizonte Aprisionado

Um dia libertarei todas as paisagens milenares encerradas nesta caixa que transporto, dia a dia, todos os dias da minha desolação e do meu deslumbramento.
As paisagens dos rostos, as paisagens dos gestos, as paisagens das presenças pertinentes na nossa história.

Não perdi o deserto quando o abandonei, nem deixei de ouvir o suave canto da água ao deslizar pelas pedras dos rios.Não deixei de sentir o frescor cálido da relva verde sobre os meus pés nus e a chuva na minha cabeça.

Mas quando perdi o teu sorriso, perdi um espelho em que revia a felicidade e não a reconhecia, como um pastor que admira os eclipses mas não os compreende.

Todos os montes e vales e pedras e ervas e regatos e árvores, de todos as paisagens de cada homem estão encerradas na caixa do seu coração, que se abre de par em par, quando compreende o mistério do amor.

Clepsidra 2005

1 Comments:

Blogger morningeuphoria said...

porque sera que tudo o que é triste da mais inspiração para escrever? quando estamos felizes é tão dificil escrever algo..a vida humana é mt complicada!

3:40 PM  

Post a Comment

<< Home