Monday, September 12, 2005

Reencontro

A lisboa da minha vida tem o olhar de um apaixonado descrente. A certeza incontornável de um condenado. Nos seus becos jazem crianças perdidas e canções libertadas. As paredes das suas casas são de estuque dormente de velhice e nostalgia. As suas portas e janelas, miradouros de quimeras e fantasias.É já com a certeza do fado insinuando-se no meu peito que redescubro as suas praças e colinas, coalhadas de pombos e velhos. E o cheiro da chuva paira no ar, neste céu de setembro, por vezes pintado de nuvens púrpura, para anunciar a marcha dourada das folhas tombadas.

O Outono chegará breve. Para meu consolo.

4 Comments:

Blogger blogwriter said...

Just visiting,

I have a Outdoor Wedding Ceremonies site. It pretty much covers Outdoor Wedding Ceremonies stuff.

Stop by when you have time.

2:04 PM  
Blogger morningeuphoria said...

mt giro..apesar de focarem temas diferentes (ou nem tão diferentes como isso) quase que podia ouvir em fundo..."pale september". é mais um ciclo que se acaba e outro que começa com novas esperanças e desafios para serem enfrentados*

2:08 PM  
Blogger Clepsidra said...

:) sim..é uma época de mudanças realmente. Resta-nos ter a poesia e a força para que esta mudança seja bem apreendida.

2:12 PM  
Blogger a das artes said...

...depois vem o som da chuva na calçada. A nostalgia. É o cair da folha mas, atenção, na Primavera ela renasce. Sempre.

7:08 AM  

Post a Comment

<< Home