Sunday, August 07, 2005

Albas Matutinas

Sou noctívaga mas só no meu silêncio
que é feito de teias de recordações esmagadas.
Que é feito de sal cristalizado de mar e coral.
O meu silêncio grita mais alto que o grito que quebra o cristal.
É o refúgio do caos do som
da fúria do nada que é pensado como tudo.
Nada me fala mais alto que o vento nos cabelos
e a imagem certa na retina.
O silêncio é a muralha que protege o palácio
do meu desconsolo
que amanhece felicidade e sorrisos.

Clepsidra 2005

1 Comments:

Blogger dwainmartin15314633 said...

This comment has been removed by a blog administrator.

8:28 PM  

Post a Comment

<< Home